Faça AQUI o teste de
Controlo da sua Asma

Conselhos do Farmacêutico ao Asmático

Conselhos do Farmacêutico ao Asmático Anabela Madeira, Gestora de Serviços, Departamento de Serviços Farmacêuticos, Associação Nacional das Farmácias

A asma é uma doença inflamatória crónica das vias aéreas, que não se pode prevenir na maioria dos casos, mas pode ser controlada em 90% dos doentes, recorrendo a terapêutica específica ou a medidas não farmacológicas, possibilitando qualidade de vida e bem-estar.

O objetivo da terapêutica é o controlo da doença, permitindo ao asmático prevenir as crises, permanecer livre de sintomas diurnos e noturnos, bem como ter uma atividade física e uma função respiratória normais.

No tratamento são utilizados fármacos para controlo da asma (diários, de longa duração, com efeito anti-inflamatório ou broncodilatador de ação prolongada) e fármacos de alívio ou SOS, que rapidamente atuam nas crises de falta de ar.

Por asma controlada entende-se ausência de sintomas diurnos ou noturnos, boa capacidade para realizar exercício físico, ausência de faltas ao trabalho ou à escola, não utilização ou reduzida utilização de medicamentos para aliviar os sintomas e ausência de crises com necessidade de recurso ao hospital.

Evitar a exposição alergénica (a ácaros, pólenes, fungos, …), prevenir infeções e praticar estilos de vida saudável (deixar de fumar, praticar exercício físico, optar pela dieta mediterrânica, ...) são medidas importantes que devem ser associadas à terapêutica farmacológica.

A terapêutica da asma é administrada essencialmente através de inaladores, que têm vantagens importantes: permite que o fármaco atue diretamente nos pulmões, de forma mais rápida, exigindo para isso doses menores de medicamentos e provocando menos efeitos adversos. Contudo, importa referir que para o sucesso do tratamento na asma é necessário utilizar corretamente os inaladores e uma boa adesão à terapêutica.

O farmacêutico, tendo um contacto privilegiado com os doentes, tem um papel determinante no ensino da utilização dos inaladores, bem como na promoção da adesão à terapêutica e na educação para a saúde, isto é, a forma como cada asmático é capaz de tomar decisões acertadas com vista a controlar melhor a doença.

Mensagens do farmacêutico

• Tratar a asma não é só tratar as crises ou ir aos serviços de urgência quando se está com falta de ar! É, essencialmente, cumprir a terapêutica que, para a maioria dos doentes, é de longo prazo e previne o aparecimento de crises agudas.

• Aprenda a conhecer e a não subestimar os sinais de uma crise, o que a desencadeia e o que fazer.

• Conheça e evite os fatores que podem desencadear uma crise.

• Respeite os horários da terapêutica e programe o seu telemóvel para alertar na hora de tomar a medicação.

• Consulte o médico periodicamente para verificar se a medicação que está a tomar se mantém adequada às suas necessidades.

• Não pare o tratamento nem reduza a medicação apenas porque se sente melhor. Siga as orientações do seu médico e do seu farmacêutico.

• Utilize corretamente o inalador e solicite informação ao farmacêutico quando o adquirir, pois cada inalador tem um modo de uso ligeiramente diferente.

Fonte: Artigo publicado no Dossiê Especial Saúde, suplemento integrante do Diário de Notícias e Jornal de Noticias de 18 de abril de 2017

PRT/AST/0002/17l Data de preparação: Julho 2017